RSS

‘África nunca sai de nós’

25 Maio

Fica aqui o último testemunho dos voluntários que foram em missão internacional no passado. A Adriana Oliveira conta-nos as sua experiência em São Tomé com os Médicos do Mundo.

A voluntária Adriana Oliveira

“Eu arrisco-me a dizer: podemos sair de África, mas África nunca sai de nós. Ouvi esta frase uma semana após ter regressado de São Tomé e começo a achar veemente que transporta consigo uma verdade imensa. Se não for assim, como se justifica que ainda quando interpelada sobre a experiência que tive (de apenas um mês!) o meu corpo ainda vibre da mesma forma como o dia em que regressei e a minha mente se transporte automaticamente para São Tomé! É tão estranho por ser tão verdadeiro, tão intenso… sempre que me perguntam: “Então, como correu?”, a minha memória gira e traz à tona uma série de imagens, que passam como se de uma apresentação se tratasse, das pessoas, dos lugares, das situações, dos sentimentos, das emoções, dos cheiros, dos ruídos, …

A equipa dos Médicos do Mundo

E porquê? Não sei justificar exactamente porquê, mas arrisco-me a dizer que seja pelo facto de irmos em voluntariado, com a mente e o coração abertos, e com a convicção de que vamos dar sem receber. Mas a verdade é que recebemos…muito mais do que estaríamos à espera. Talvez seja exactamente por isso que o pouco que recebemos se transforme em muito, pela surpresa da sua existência.”

Paisagem santomense

Obrigado, Adriana!

 
Deixe o seu comentário

Publicado por em 25/05/2012 em Actividades Move-te

 

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: